Seja um ginecologista parceiro | Art Medicina

Olá, Dr. e Dra.! Queremos lhes apresentar como funciona a parceria da Clínica Art Medicina com médicos ginecologistas, mas antes queremos falar muito brevemente sobre o mercado de reprodução.

A infertilidade é algo cada vez mais presente no dia a dia do consultório do ginecologista. Estatísticas da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostram que de 50 a 80 milhões de pessoas em todo o mundo podem ser inférteis. No Brasil, esse número chega a cerca de 8 milhões, de acordo com o último Censo de 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A WHO (World Health Organization) conduziu um estudo que mostrou que 186 milhões de mulheres casadas em idade reprodutiva, 25% dos casais, apresentam problemas de infertilidade.

Esses números são comprovações do que foi mostrado há muitos anos em um clássico estudo de Guttmacher (1956), que apresentou dados estatísticos parecidos. Nele, indicou-se que 15% dos casais de todo o mundo teriam dificuldade para engravidar.

Hábitos sociais recentemente adquiridos indicam que esses números só tendem a aumentar, pois a capacidade reprodutiva do casal está diretamente ligada à idade da mulher e, como as mulheres estão optando por terem filhos cada vez mais tarde, a tendência é a de que esses casais tenham cada vez mais dificuldade para obterem a gestação de forma natural e espontânea.

Com isso, há grandes chances de a infertilidade conjugal estar cada vez mais presente nos seus atendimentos ginecológicos diários.

O ginecologista, muitas vezes, é visto como o profissional que tem a “obrigação” de ajudar as mulheres a engravidar. Orientação e conhecimento são fundamentais para que as pacientes entendam e distingam o papel do ginecologista e os limites do que pode ou não ser feito no consultório.

Sabemos que existem casos em que a medicina reprodutiva de baixa complexidade, como a indução da ovulação somada à relação sexual programada ou à inseminação intrauterina, pode ser muito eficiente.

Mas também existem casos em que a baixa complexidade não será suficiente para aumentar as chances de gravidez, e, por isso, você ginecologista deve dispor de uma cínica de confiança para poder ajudar suas pacientes a engravidar, com toda a ética, tecnologia, segurança e acolhimento.

Existem diversos motivos que você ginecologista pode ter para não querer fazer a reprodução assistida de baixa nem de alta complexidade. Para todos eles, somos a melhor opção para fazer a sua paciente realizar o sonho de ser mãe.

Nossos pilares de atendimento

• Comunicação constante com o ginecologista da paciente

O ginecologista é o principal parceiro da clínica Art Medicina, por isso é fundamental mantermos uma comunicação próxima e detalhada, para que ele saiba todos os detalhes do que está acontecendo com sua paciente.

Quando o ginecologista encaminha sua paciente para que faça a investigação e/ou tratamento de reprodução assistida, assim que a paciente passa na primeira consulta de investigação, um contato com seu médico ginecologista é feito imediatamente, passando-lhe todos os detalhes.

Nesse primeiro contato, são explicados todos os passos que o tratamento pode ter, e a cada uma dessas etapas é realizado um novo contato com o ginecologista.

  • Consulta de investigação e anamnese;
  • Exames investigativos;
  • Definição da conduta e tratamento;
  • Início das medicações e sua posologia;
  • Punção ovariana;
  • Resultado da punção e desenvolvimento embrionário;
  • Transferência embrionária;
  • Resultado do exame beta hCG;
  • Relatório de devolução da paciente com registro de todas as etapas do tratamento.

O ginecologista é constantemente informado a respeito de todas as etapas do tratamento, para que, quando a paciente retornar a seu consultório, ele tenha todas as informações a respeito do que foi realizado, assim como tem o próprio médico que realizou o tratamento na Clínica Art Medicina.

Fizemos dessa forma para transparecer conforto e credibilidade à paciente, mostrando que seu médico, mesmo a distância, se importou e acompanhou o seu tratamento do início ao fim.

• Tratamento individualizado

As causas da infertilidade podem ser diversas e têm origem masculina ou feminina. Por isso, nossa estrutura foi desenvolvida para atender todo e qualquer tipo de casal que não esteja conseguindo engravidar naturalmente.

Nossos fertileutas darão todo o respaldo necessário para os casos em que o motivo da infertilidade seja de causa feminina, assim como nossos médicos andrologistas darão todo o suporte para os casos que envolvam fatores masculinos.

Para casais homoafetivos, damos todo o suporte necessário, independentemente se o caso for de casais masculinos ou femininos.

• Acolhimento e apoio psicológico

A infertilidade é uma doença do sistema reprodutor definida pelo insucesso de conseguir uma gravidez após 12 meses de relações sexuais regulares sem a utilização de métodos contraceptivos.

Após 12 meses ou mais de insucesso, sabemos que os casais estão passando por um momento delicado, em que a busca pela gestação é algo primordial na vida deles e que não irão medir esforços para alcançarem seu objetivo.

Muitas vezes, o desgaste durante essa busca gera consequências psicológicas significativas. Por isso, a disponibilidade de apoio psicológico é uma ferramenta fundamental para dar suporte ao casal que está passando por esse momento.

A Art Medicina disponibiliza uma psicóloga especializada a todos os casais que estão em tratamento de reprodução assistida. Com essa ajuda profissional é um pouco mais fácil lidar com as situações e conflitos que possivelmente irão ocorrer antes, durante ou depois do tratamento.

Se você é ginecologista e quer fazer parte dos médicos parceiros que encaminham suas pacientes para ter acesso a uma das melhores clínicas de reprodução assistida do Brasil, preencha o formulário abaixo para que nossa gerente possa entrar em contato e passar todos os detalhes de como funciona nossa parceria.

Formulário

Se quiser conhecer ainda mais sobre a Art Medicina, clique no vídeo abaixo ou venha nos fazer uma visita. Será um prazer lhe mostrar toda a nossa estrutura.